Loading...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

























A Saudade
é sempre
uma alegria
a ferir,
ferir,
ferir ...



6 comentários:

SolBarreto disse...

E como fere...e como te entendo...

aluisio martins disse...

a saudade é sempre uma alegria aferida na memória da vida...
lindo poema
abs

Fátima disse...

Toda razão.
Bela refelxão.

Saudades, beijos

Erikah Azzevedo disse...

As saudades tem mesmo essa dicotomia, afaga e bate ao mesmo tempo.

Bjo para a menina.

Erikah

G I L B E R T O disse...

Mon ami

A saudade tem dois gumes, concordo:

1) alegra.

2) O outro, fere!

Perfeito e lindo!

Raphaah Abreu disse...

Obrigado por não sonegar
o poder
das palavras!

Virei Teu fã.

Raphaah Abreu