Loading...

domingo, 30 de maio de 2010





... alvos crisântemos em pétalas abertas ...
tal qual janelas
em que a beleza descortina
aos nossos olhos ...

Colheitas inadiáveis ...
bouquets que enfeitam o coração ...

Um comentário:

Sandra Waihrich Tatit disse...

Belas flores Cria!
como tu poetisa!
plantas estas belezas poéticas, amando tão intensamente, tão calorosamente, amociona-me ler-te e interpretar com sensibilidade tua verdade núa, te sentir e, involuntariamente, antever teu doce encontro com o ser amado, nesta ou em outras vidas, encontro esperado, sofrido e amargado, cruelmente real para mim, também amo e estou distante de meu amor há oito anos, completa agora em agosto, nem creio na rapidez que passaram estas anos! não nos encontramos mais, imaginas minha dor? sei que sim, por isto me encontro aqui, comigo mesma. Obrigada, é uma sublimação providencial, ao ver que outrem sente o que sinto. Uma boa noite amiga, um abraço, Sandra